spacer
cta.png
 
facebook
Home
Orientação
FPO
Formação
OriJovem/OriJunior
Ori nas Escolas
Documentos
Comunicação
Seleções Pedestre
Seleções BTT
Corridas Aventura
Ori Precisão(Trail-O)
Mapas/Cartografia
Rankings Antigos
Clubes
SPORTident
Mapa do Site
Contactos
Ligações
Presidente FPO

 

Boletim Mensal

Nome:
e-mail:


(Cancelar subscrição)

 
Informação relativa às provas (inscrições, partidas, resultados, etc) encontra-se no OASIS.

Distância Longa do Campeonato do Mundo de Orientação Pedestre
05-Jul-2017

Ontem, 04 de julho, num terreno fisicamente bastante duro, disputaram-se os títulos masculino e feminino de distância longa do Campeonato do Mundo de Orientação pedestre.

 

As mulheres foram as primeiras a entrar em ação, tendo de cumprir um percurso de 11,4km em linha reta, com 20 pontos na floresta. 

 

 Percurso das mulheres na distância longa

 

Tove Alexandersson, atleta sueca, foi a mais rápida das 63 atletas presentes, impondo um ritmo impressionante desde o início da prova. Vencendo com uma vantagem de 1’32’’ sobre a segunda classificada, a dinamarquesa Maja Alm que gastou menos 4’04’’ que a terceira classificada, a russa Natalia Gemperle, Tove sagrou-se assim bicampeã do mundo da distância.

 

Mariana Moreira começou bem a sua prova, passando no primeiro ponto rádio em 49º lugar. Perdeu depois algum tempo no restante do percurso, e acabou por se classificar em 56º lugar, 3 lugares abaixo da classificação que tinha conseguido no ano anterior, na Suécia.

 

Mariana Moreira durante a prova

Resultados:

1ª Tove Alexandersson - 1:19:10

2ª Maja Alm - 1:20:42

3ª Natalia Gemperle - 1:24:46

56ª Mariana Moreira - 2:20:14

 

No setor masculino, foram 74 o número de atletas que inscritos para um percurso de 17km em linha reta, com 25 pontos de controlo.

 

 

 Percurso dos homens na distância longa

 

Procurando manter-se detentor do título, o atleta norueguês Olav Lundanes partiu com toda a garra e foi o atleta mais forte em todo o percurso. Só um atleta esteve à sua altura, ou quase sempre muito próximo: o atleta russo Leonid Novikov. Mas um erro afastou-o da possibilidade de alcançar o título, perdendo no final 1’50’’ para o norueguês, mas mantendo por pouco a vantagem sobre William Lind, atleta sueco que se classificou em terceiro, depois de no ano passado ter sido 11º.

 

Pedro Nogueira foi o atleta que representou as cores nacionais neste exigente percurso. Com uma prestação bastante regular ao longo da prova, oscilado entre a 51ª e a 55ª posição, Pedro Nogueira que é também o selecionador nacional e líder da comitiva, terminou em 54º lugar.

 

 

Resultados:

1º Olav Lundanes - 1:45:25

2º Leonid Novikov - 1:47:15

3º William Lind - 1:47:38

54º Pedro Nogueira - 2:37:18

 

 Pedro Nogueira em prova, demonstrando o seu ar a dureza do percurso

 

Amanhã, quinta feira, 81 homens e 68 mulheres disputam os títulos mundiais de distância média. Portugal irá estar representado por João Mega Figueiredo, do Clube da Natureza do Alvito e por Filipa Rodrigues, da Associação dos Deficientes das Forças Armadas. A prova irá começar primeiro com o escalão masculino, com o primeiro atleta a partir às 08h30 (hora portuguesa), seguindo-se depois o feminino, com a primeira mulher a partir às 11h45.

 

João Mega Figueiredo partirá às 08h52 e Filipa Rodrigues às 12h26.

 

Resultados Online

 
EYOC - Distância Longa e Estafetas
04-Jul-2017

O fim de semana foi repleto de provas no Campeonato da Europa de Jovens de Orientação Pedestre. Sábado apuraram-se os campeões de distância longa; no domingo realizou-se o evento de encerramento, com a disputa dos títulos de estafetas.

 

O mapa de Mútnô, com bastante desnível, alguns pormenores de relevo e algumas rochas, acolheu a prova de distância longa. No geral as provas não correram muito bem a nenhum dos jovens elementos do grupo de seleção nacional.

 

Vasco Mendes e André Henriques na distância longa

 

Percurso da Distância Longa - M16

Resultados distância Longa:

37º Tomás Lima - M16

75º Ana Pacheco - W16

76º Joana Branco - W16

80º André Henriques - M18

81º Vasco Mendes - M16

83º Manuel Oliveira - M16

85º Tiago Lampreia - M16

85º Tiago Figueiredo - M18

87º Helena Lima - M18

106º Pedro Lin - M18

 

Numa zona distinta do mapa de Mútnô, realizou-se no domingo a prova de estafetas, a prova rainha da modalidade, disputada por equipas de 3 elementos.

 

No escalão homens até 16 anos a prova começou com Tomás Lima, o atleta que na sexta-feira anterior tinha alcançado o 7º lugar na prova de Sprint. Tomás começou bem, entregando o testemunho a Vasco Mendes na 8ª posição. Por sua vez, apesar de alguns pequenos erros, Vasco Mendes perdeu uma posição apenas, mantendo Portugal pela luta num no top 10. Seguiu-se depois Tiago Lampreia, o último elemento da equipa que terminou em 15º lugar.

Mapa do Percurso de Esafetas do escalão M16

 

No escalão homens até 18 anos, o primeiro elemento da equipa portuguesa foi André Henriques que passou o testemunho a Tiago Figueiredo na 21ª posição, entregando este a Pedro Lin na 23ª posição. Com um percurso muito pouco conseguido, Pedro Lin perdeu mais 25’ e, por excesso de tempo, a equipa acabou por não ser classificada.

 

No escalão damas até 18, participaram duas jovens do escalão 16 anos, Ana Pacheco e Joana Branco, as quais fizeram equipa com Helena Lima. Joana Branco fez o primeiro percurso, uma prova que permitiu entregar o testemunho a Helena Lima na 23ª posição. Perdendo algum tempo, a Helena perdeu uma posição, que a jovem Ana Pacheco manteve até ao final, terminado assim Portugal no 24º lugar.

 

Joana Branco poucos segundos depois da partida da sua Estafeta

 

Resultados Estafetas:

15º - M16 (Tomás Lima, Vasco Mendes e Tiago Lampreia)

24º - W18 (Joana Branco, Helena Lima, Ana Pacheco)

Excesso de tempo - M18 (André Henriques, Tiago Figueiredo e Pedro Lin)

 

Site

 
WOC - Estafeta Mista
04-Jul-2017

Domingo, dia 02 de julho, foi o dia da Estafeta Mista no Campeonato do Mundo de Orientação Pedestre. Competição recente dos campeonatos do mundo, sendo esta a quarta edição, a estafeta mista é composta por 4 elementos, 2 masculinos e 2 femininos e realiza-se em locais urbanos, começando e terminando a prova com um elemento feminino.

 

Na linha de partida apresentaram-se 33 equipas, uma de cada país, e Portugal marcou presença com Mariana Moreira, João Mega Figueiredo, Ricardo Esteves e Carolina Delgado.

 

Percurso da prova
 

Elena Ross, da Suíça, foi a atleta mais rápida com uma vantagem de apenas 3 segundos sobre a Dinamarquesa Cecilie Klysner. No segundo percurso a equipa Suíça manteve a liderança através de Florian Howald, mas o terceiro elemento da equipa, Martin Hubmann, fez um grande erro que permitiu à equipa da Suécia assumir a liderança e acabando vencer por 24’’ sobre a Dinamarca e 46’’ sobre a Suíça.

 

Mariana Moreira - 1º elemento da estafeta mista

 

Mariana Moreira começou bem a prova. Controlando o primeiro ponto de rádio em 18º lugar, foi contudo perdendo lugares, passando o testemunho a João Mega Figueiredo na 24º posição. Este começou bem, recuperou até ao 21º lugar, mas perdeu algum tempo na parte final, passando o testemunho a Ricardo Esteves Ferreira em 23º. Ricardo fez uma prova regular tendo, mas conseguiu recuperar duas posições na passagem de testemunho a Carolina Delgado, o último elemento da equipa portuguesa que, perdendo algum tempo, terminou a prova em 23º lugar.

 

 

João Mega Figueiredo - 2º elemento da estafeta mista

Resultados completos

 
Mariana Moreira e Pedro Nogueira na Distância Longa Campeonato do Mundo de Orientação Pedestre
04-Jul-2017

Às 9H14 (hora portuguesa), com a partida da dinamarquesa Amanda Falck Weber, teve inicio a competição feminina de distância longa do Campeonato do mundo de Orientação Pedestre, na qual partiu 4 minutos depois, às 9H18, Mariana Moreira, atleta do Clube Português de Orientação e Corrida.

 


Mariana Moreira na Distância Longa do WOC 2016

 

As 63 atletas participantes na competição, em representação de 33 países, têm de cumprir um percurso de 11.4 quilómetros de distância medida, medidos em linha reta no mapa desenhado á escala 1/15.000 (com cada centímetro no mapa a representar 150 metros no terreno), e um desnível acumulado de 255 metros, descobrindo os 20 postos de controlo localizados nas florestas de Rõuge, na Estónia.

Imagem das opções tomadas pelas atletas do ponto 9 para o 10, entre as quais Mariana Moreira. (WOC).

 

Quem será a vencedora? O tempo previsto é de 80 minutos. Tudo indica que será uma atleta nórdica, o que é aliás comum na modalidade, centenária nos países do norte da Europa. As previsões apontam para duas norueguesas, a detentora do título Tove Alexandersson e Anne Margrethe Hausken Nordberg, para a russa Natalia Gemperle, para a suíça Judidth Wyder e pata a sueca Helena Jansson. Mas há outras, bem fortes também.

 

A primeira atleta a terminar a sua prova na espetacular arena montada para a chegada foi a lituana Indre Valaite, com menos de 85 minutos. Neste momento também já temos o tempo de chegada de Mariana Moreira, com um tempo modesto de 2H20.

 

No setor masculino, no qual competem 74 atletas de 42 países, as partidas tiveram início às 10H43, hora em que iniciou o seu percurso o belga Francois Van der Ouderaa. Pedro Nogueira, da Associação dos Deficientes das Forças Armadas – Évora, partiu 12 minutos depois, às 10H55.

 

O tempo previsto para o vencedor da competição masculina é de 100 minutos, para encontrar e controlar 25 pontos de controlo num percurso com 17.1 quilómetros de distância linear e 345 metros de desnível.

 

Também no setor masculino é expetável que a vitória seja para um atleta nórdico. O maior candidato é o norueguês Olav Lundanes, o detentor do título na distância. Os seus maiores adversários são dois atletas suíços, Daniel Hubmann e Matthias Kyburz. Mas, tal como no feminino, há outros candidatos.

 

 

Espetacular arena da chegada da Distância Longa (WOC).

 

 
Newsletter Nº 46 - julho
30-Jun-2017
 
WOC - Qualificatória do Sprint
30-Jun-2017

A cidade estoniana de Tartu acolheu a primeira etapa do Campeonato do Mundo de Orientação Sénior Pedestre 2017 | World Orienteering Championship 2017, com as qualificatórias da prova de Sprint, nas quais apenas os quarenta e cinco melhores atletas do mundo teriam oportunidade de se apurar para a final de Sprint que se realiza amanhã.

 

  João Mega Figueiredo, Ricardo Esteves e Filipa Rodrigues. Foto: WOC

 

A qualificatória de sprint caracteriza-se por dividir os atletas todos em 3 series de uma forma equilibrada por países, cada atleta de cada país corre numa série distinta, essas séries variam na sua composição nos masculinos com cerca de 38 atletas cada, 114 atletas a lutar pelos 45 lugares, nos femininos com cerca de 33 atletas, 100 atletas correram pelo acesso restrito à final, apenas os 15 melhores atletas de cada série passam à tão merecida final de Sprint.

 

Portugal fez-se representar por 5 atletas, 2 atletas masculinos e 3 femininos, sem que nenhum conseguisse alcançar um lugar na final .

 

Resultados de toda a comitiva:

21º João Mega Figueiredo - Série C - a 22’’ do apuramento

22º Ricardo Esteves - Série B - a 23’’ do apuramento

22º Mariana Moreira - Série A - a 57’’ do apuramento

25º Filipa Rodrigues - Série C - a 1’28’’ do apuramento

30º Carolina Delgado - Série B - a 3’ do apuramento

 Site

 
<< Início < Anterior | 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 | Seguinte > Final >>

Resultados 23 - 33 de 1323
spacer
 

 

Foto em Destaque

Próximas Atividades

(todas as provas têm escalões de iniciação)


Orientação Pedestre

Orientação em BTT

Corridas Aventura
(terminou a época)

    Ori-Precisão & Ori-Adaptada

    Ori-Trail / Rogaine

    Formação


    Federação Portuguesa de Orientação - © 2017 Todos os direitos reservados
    spacer
    Apoios
    Patrocinadores
    Parceiros