spacer
cta.png
 
        
Home
Orientação
FPO
Formação
OriJovem/OriJunior
Ori nas Escolas
Documentos
Comunicação
Seleções Pedestre
Seleções BTT
Corridas Aventura
Ori Precisão(Trail-O)
Mapas/Cartografia
Rankings Antigos
Clubes
SPORTident
Mapa do Site
Contactos
Ligações
Presidente FPO

 

Boletim Mensal

Nome:
e-mail:


(Cancelar subscrição)

 

Títulos Nacionais para Tiago Martins Aires, Pedro Nogueira e Helena Lima! PDF Imprimir e-mail
06-Dez-2017

De 01 a 03 de dezembro teve lugar o XXVII Troféu de Orientação do Clube Português de Orientação e Corrida, evento pontuável para a Taça de Portugal Vitalis de Orientação Pedestre organizado por aquele clube no município de Mora, no qual se disputaram os títulos masculino e feminino do Campeonato Nacional Absoluto 2017, uma competição com particularidades únicas, no qual é permitido a competição e o medir forças entre atletas jovens, elites e veteranos.

 

Tiago Martins Aires Campeão Nacional de Distância Média

No primeiro dia de prova disputou-se uma competição de distância média, na Mata do Cabeção, com chegada dos atletas no Fluviário de Mora. Para os atletas de elite masculina neste percurso disputava-se o título de Campeão Nacional de Distância Média 2017.

 

Vencedor em seniores masculinos da Taça de Portugal Vitalis de Orientação Pedestre 2016, Tiago Martins Aires, atleta do Clube de Montanha do Funchal, escolheu esta data para fazer a sua primeira aparição na modalidade na presente época.

 

 Campeonato Nacional de Distância Média 2017: 1.º Tiago Martins Aires, 2.º Pedro Nogueira, 3º João Mega Figueiredo.

Créditos: Luís Sérgio

 

Chegou, viu, venceu e convenceu, conquistando o título com uma vantagem considerável sobre Pedro Nogueira, atleta da Associação dos Deficientes das Forças Armadas - Évora que foi segundo classificado com uma vantagem magra sobre João Mega Figueiredo, atleta do Clube da Natureza do Alvito que defendia o título conquistado em 2016.

 

O título coletivo foi conquistado pela Associação dos Deficientes das Forças Armadas – Évora, com prestações de Pedro Nogueira, Marco Póvoa e Gonçalo Pirrolas.

 

Campeonato Nacional Absoluto cheio de emoções

No sábado, em Pavia, na Herdade da Casa Branca, realizou-se a segunda prova do XXVII Troféu do CPOC, uma competição de distância média disputada com participantes maiores de 14 anos de idade distribuídos por oito percursos (4 femininos e 4 masculinos), para apuramento de finalistas do Campeonato Nacional Absoluto 2017, a realizar no dia seguinte.

 

Num terreno técnico e muito rápido, onde qualquer má ou demorada decisão podia influenciar os resultados finais, foi determinante a experiência.

 

No sector masculino João Mega Figueiredo do Clube da Natureza de Alvito demonstrou que a sua ideia era conquistar o título, um dos poucos que nunca venceu. Foi o mais rápido, batendo por dois minutos o segundo melhor registo, de Marco Póvoa, atleta da Associação dos Deficientes das Forças Armadas - Évora, agora veterano, mas vencedor de quatro edições deste campeonato. Estaria o Presidente da FPO com vontade e capacidade para vencer um quinto título, igualando a recordista Raquel Costa, atleta do Gafanhori que não participou nesta edição, por ser cartógrafa do mapa?

 

Poucos segundos separaram Marco Póvoa de Pedro Nogueira, atleta do mesmo clube que bateu por alguma vantagem sobre outros fortes candidatos ao título, como Nelson Baroca do Clube de Aventura da Madeira, Tiago Martins Aires do Clube de Montanha do Funchal, Rafael Miguel do Clube de Orientação de Estarreja ou Paulo Franco do Clube de Orientação do Centro.

 

No sector feminino os melhores tempos foram de duas atletas veteranas do Clube de Orientação do Centro. Adelindina Lopes foi a mais rápida, conseguindo uma vantagem de um minuto sobre Susana Pontes. O terceiro melhor registo foi de outra veterana, Tânia Covas Costa, do Clube de Orientação do Minho, com quase um minuto de vantagem sobre Helena Lima, jovem atleta do Clube de Orientação do Centro, com 18 anos de idade.

 

O importante-importante estava para o dia seguinte – saber que venceria as finais.

 

Pedro Nogueira – campeão numa final imprópria para Cardíacos!

Numa área distinta da Herdade da Casa Branca, no domingo disputaram-se as finais, com atletas a partir em sistema de contrarrelógio por ordem inversa da classificação do dia anterior.

 

Na final Masculina Pedro Nogueira foi o atleta mais forte, terminando com um tempo de 46 minutos e 30 segundos, tempo que indiciava medalhas, pois conseguiu mesmo alcançar atleta que dois dias antes sagrara campeão da distância média e que partira dois minutos antes, Tiago Martins Aires. Mas faltava esperar que três atletas terminassem a sua competição, entre os quais João Mega Figueiredo e Marco Póvoa, os dois mais rápidos da qualificação.

 

No ponto de espetadores, colocado a cerca de 7 minutos da meta, deu para perceber que o Presidente da FPO estava arredado da vitória, passando com o quarto melhor registo, com quase mais três minutos.

 

O mesmo já não se passava com a passagem do atleta do Clube de Natureza do Alvito, a perder apenas três segundos naquele ponto de controlo. Incrível foi o que se passou de seguida, com uma sequência de sete pontos de controlo, nos quais Pedro Nogueira e João Mega Figueiredo ganharam e perderam segundos um para o outro.

 

No fim, conquistado por uma vantagem de apenas um segundo, o título foi para Pedro Nogueira, atleta da Associação dos Deficientes das Forças Armadas - Évora e selecionador nacional de elites e juniores de Orientação pedestre.

 

Helena Lima – campeã aos 18 anos de idade!

Na final feminina não participaram as principais figuras dos últimos anos. Não esteve presente nenhuma vencedora de edições anteriores. Assim era certo que teríamos uma nova campeã nacional absoluta. A emoção não foi contudo muito menor.

O apuramento do dia anterior ditava que, como nos homens, a campeã fosse alguém experiente.

 

Porém, quando Helena Lima terminou sabia-se que tinha feito uma prova fantástica e que o seu tempo era para medalhas. Mas teria de esperar pela chegada de quatro atletas, três delas as mais rápidas no dia anterior. Quando Adelindina Lopes passou no ponto de espetadores teria vontade de festejar, pois a sua vantagem era de quase um minuto sobre a sua companheira de clube que fazia ali o segundo melhor registo. Mandava a prudência que esperasse mais quase oito minutos.

 

Esperou, esperou, esperou, mas a espera compensou, pois acabou por festejar o seu primeiro título nacional absoluto com apenas 18 anos de idade.

 

Campeão Nacional Absoluto 2017: Pedro Nogueira.

Créditos: Luís Sérgio

Juventude em destaque

De salientar a prestação de jovens atletas nacionais, a quem se reconhece enormes potencialidades. O sexto classificado foi Tomás Lima, atleta de 16 anos de idade do Clube de Orientação do Centro, irmão da Campeã do dia que no verão foi sétimo classificado na competição de Sprint do Campeonato da Europa de Jovens.

 

O mesmo se pode dizer de duas jovens na final feminina. Na sua primeira época de federada, também com 16 anos de idade, ficou no sétimo lugar Joana Branco da Associação dos Deficientes das Forças Armadas - Évora. Mais nova ainda, com apenas 14 anos, Joana Pacheco, do Clube de Orientação do Minho, ficou em nono.

 

Campeã Nacional Absoluta 2017: Helena Lima, atleta minhota de 18 anos de idade.

Créditos: Luís Sérgio

 

Resultados da Final feminina

1º Helena Lima – Clube de Orientação do Centro

2º Adelindina Lopes - Clube de Orientação do Centro

3º Inês Pinto – Grupo Desportivo 4 Caminhos

4º Susana Pontes - Clube de Orientação do Centro

5º Liliana Oliveira - Grupo Desportivo 4 Caminhos

 

Resultados da Final Masculina

1º Pedro Nogueira - Associação dos Deficientes das Forças Armadas – Évora

2º João Mega Figueiredo – Clube da Natureza de Alvito

3º Tiago Martins Aires – Clube de Montanha do Funchal

4º Marco Póvoa - Associação dos Deficientes das Forças Armadas – Évora

5º Paulo Franco - Clube de Orientação do Centro

 

Título coletivo masculino: ADFA – Évora, com Francisco Cordeiro, Pedro Nogueira, Bernardo Pereira, Marco Póvoa e Jorge Correia.

Créditos: Isabel Saraiva

 

Título coletivo feminino: COC, com Adelindina Lopes, Helena Lima, Susan Pontes, Inês Domingues e Catarina Castelão.

Créditos: Isabel Saraiva

 

Agenda Orientação

 08 dezembro – Orientação na Baixa do Porto – Porto Site

 10 dezembro – Porto Moniz Rogaining Challenge – Madeira Site

 16 dezembro – Desporto Escolar da CLDE de Braga – Braga

 19-22 dezembro – 24º OriJovem O-Pedestre – Vila Nova Santo André Site

 19-22 dezembro – 4º OriJovem O-BTT – Vila Nova Santo André Site

 27-29 dezembro – COC Winter “O” Camp – Penamacor Site

Actualizado em ( 07-Dez-2017 )
 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
spacer
 

 

Foto em Destaque

Próximas Atividades

(todas as provas têm escalões de iniciação)


Orientação Pedestre

Orientação em BTT

Corridas Aventura
(terminou a época)

    Ori-Precisão & Ori-Adaptada

    Ori-Trail / Rogaine

    Formação
    (terminou a época)


      Federação Portuguesa de Orientação - © 2017 Todos os direitos reservados
      spacer
      Apoios
      Patrocinadores
      Parceiros