spacer
cta.png
 
facebook
Home
Orientação
FPO
Formação
OriJovem/OriJunior
Ori nas Escolas
Documentos
Comunicação
Seleções Pedestre
Seleções BTT
Corridas Aventura
Ori Precisão(Trail-O)
Mapas/Cartografia
Rankings Antigos
Clubes
SPORTident
Mapa do Site
Contactos
Ligações
Presidente FPO

 

Boletim Mensal

Nome:
e-mail:


(Cancelar subscrição)

 
Informação relativa às provas (inscrições, partidas, resultados, etc) encontra-se no OASIS.

Taça dos Países Latinos - TPL 2017
17-Mai-2017

Partiu hoje, de Lisboa, rumo à região de Asiago, em Itália, a Seleção Nacional de Orientação Pedestre que de 19 a 21 de maio representará Portugal na 23ª edição da Taça do Países Latinos (TPL ‘2017).

 

A comitiva portuguesa é constituída por 6 atletas, Beatriz Sanguino e Mariana Moreira, do CPOC, Helena Lima e Tomás Lima, do COC, Ricardo Esteves, da ADFA, João Mega Figueiredo, do CN Alvito, acompanhados de Pedro Nogueira, o selecionador nacional sénior de orientação pedestre, responsável pela delegação.

 

Os atletas disputam o título coletivo entre as várias nações presentes e os títulos individuais nos campeonatos de distância média, distância Longa e sprint.

 

Programa:

19 de maio - sexta-feira

09h00 - Model Event (Turcio)

15h00 - Distância Média (Turcio)

20 de maio - sábado

15:00 - Sprint (Marostica)

21 de maio - domingo

10:00 - Distância Longa (Monte Corno)

 

 
Fotos de: World of O, CEO 2017 e JWOC 2016
 
 
II Ori-Trail/Rogaine do CPOC
17-Mai-2017

Prova integrada no calendário da Taça de Portugal de Ori-Trail/Rogaine 2017, no passado dia 13 de maio o Clube Português de Orientação e Corrida organizou o II Ori-Trail/Rogaine do CPOC.

 


 Colares. Um dos locais por onde passaram os participantes do Rogaine

 

O centro do evento, concentração dos atletas e local de partida e chegada foi no edifício da União Mucifalense, localizado na União Mucifalense, localizado no Mucifal, freguesia de Colares, no Parque Natural de Sintra.

 

Depois do habitual brífingue explicativo do evento e os avisos de última hora, a organização distribuiu os mapas às equipas participantes. Estas, durante 15 minutos, avaliaram a localização e valor pontual dos pontos de controlo assinalados no mapa e planearam a estratégia para alcançarem a maior pontuação dentro de um limite de 4 horas de prova, no caso da competição e 2h30 nos escalões não competitivos e em BTT.

 

Com efeito, dentro dos mesmos moldes dos percursos pedestres, este evento proporcionou um percurso aberto aos amantes do BTT, o que permitiu a convivência entre as duas disciplinas, Ori-Trail/Rogaine e Orientação em BTT.

 

 Atletas antes da partida a delinearem a estratégia

 

O evento contou com a participação de 36 equipas, de 2 a 5 elementos. Nos escalões de competição a equipa “Escola Naval G”, composta por Luís Valverde e José Rebola, conseguiu alcançar 160 pontos, vencendo a equipa “Escola Naval A” que fez igual pontuação mas gastou mais minuto e trinta segundos. Com um elemento feminino na sua composição, a “Fun Team”, composta por Carlos Simões, Emília Silveira e João Real, foi a melhor equipa no escalão absolutos mistos, conseguindo ser também o 4º lugar da geral de todos os escalões.

 

O ponto de controlo 72, valorizado em 7 pontos, no terreno

 

Classificações Absolutos Masculinos

1º Escola Naval A - 160 pontos - 236’40’’ 

2º CP Armada - 141 pontos - 224’06’’

3º GDU Azoia/Restaurante Tropical do Meco - 136 pontos - 237’24’’

 

Classificação Absolutos Mistos

1º Fun Team - 137 pontos - 228’55’’

2º Ovos Moles - 106 pontos - 234’47’’

3º Os Flecha- 102 pontos - 231’08’’

 

Classificação Absoluto Feminino

1º ADFA - 93 pontos - 230’49’’

 

 

  A equipa GDU Azoia, constituída por Catrina Félix e Jorge Baltazar, vencedora em Veteranos Mistos a delinear a sua estratégia.

 

Classificação Geral

1º Escola Naval G - 160 pontos - 235’10’’

2º Escola Naval A - 160 pontos - 236’40’’

3º CP Armada - 141 pontos - 224’06’’

4º Fun Team - 137 pontos - 228’55’’

5º GDU Azoia/Restaurante Tropical do Meco - 136 pontos - 237’24’’

 

A organização do próximo evento de Ori-Trail/Rogaine está a cargo da associação Amigos da Montanha. Será no próximo dia 17 de junho, em Barcelos, local onde pela primeira vez se realiza um evento pontuável para a Taça de Portugal de Ori-Trail/Rogaine. (Site)

Site

Fotos do CPOC

 
Taça do Mundo de Orientação em BTT - Ronda 1
10-Mai-2017

Convocatória

 

 
II Troféu Ori-Trail/Rogaine do CPOC
08-Mai-2017

No próximo sábado 13 de maio, em Colares, Sintra, realiza-se o II Troféu Ori-Trail/Rogaine do CPOC, organizado pelo Clube Português de Orientação Corrida (CPOC, Oeiras), pontuável para a Taça de Portugal de Ori-Trail / Rogaine de 2017.

 

Depois de em 2016 ter organizado o Campeonato Ibérico desta disciplina, em Monsanto e áreas contíguas dos municípios de Lisboa e Oeiras, o Clube Português de Orientação Corrida brinda os participantes com um desafio na Serra de Sintra, com os participantes a cruzar localidades como Mucifal, Nafarros, Morelinho, Gouveia, Praia de Magoito, Azenhas do Mar, Praia das Maçãs, Rodízio, Almoçageme e Colares.

 

As instalações desportivas da União Mucifalense, em Colares, será o local da partida e chegada da prova.

Depois de um pequeno briefing às 12h45, no qual serão explicados os pormenores da prova, a partida será dada às 13h00.

 

Praia das Maças. Fotos do site
 

 

Não és federado e queres participar?

 

É tudo muito mais fácil do que possas imaginar!

A disciplina Ori-Trail / Rogaine é praticada em equipas constituídas entre 2 a 5 elementos e é aberta a atletas federados e não federados. A organização do II Troféu Ori-Trail / Rogaine do CPOC disponibiliza técnicos para esclarecer as dúvidas aos participantes que 15 minutos antes da partida recebem os seus mapas onde estão assinalados diversos pontos de controlo. As equipas podem escolher livremente aqueles que pretendem visitar, tendo cada ponto de controlo a sua valorização em pontos. Cada equipa tem como objetivo fazer o mais número de pontuação no máximo em 4 horas.

 

 

Os amantes de BTT também podem participar neste Rogaine, a pedalar.

A organização faculta porta-mapas para colocar na tua BTT.

Não percas esta oportunidade de percorrer a Serra de Sintra.

 

Vamos convidar um amigo e experimentar?

 Site

Evento

 

 

 

 
Campeonato Nacional de Distância Média de Orientação em BTT
05-Mai-2017

Nos dias 29 e 30 de abril, a Associação Desportiva do Mondego (ADM - ORI Mondego), com os apoios da Junta de Freguesia de Ançã e do Ançã Futebol Clube, organizaram em Ançã, no município de Cantanhede, o Ori-BTT de Ançã, evento em que se disputou o Campeonato Nacional de Distância Média de Orientação em BTT.

 

Como vem sendo hábito nos eventos desta disciplina, em que o desafio consiste em percorrer um percurso de Orientação a pedalar uma BTT, a organização preparou desafios para novos praticantes e forneceu gratuitamente os necessários equipamentos para a sua execução, como suportes de mapa para fixar na bicicleta, o que apenas tinha de ser antecipadamente reservado por correio eletrónico. No centro do evento eram ainda fornecidos os habituais serviços de babysiting, primeiros socorros, serviço de assistência mecânica e monitores para explicar os rudimentos da Orientação em BTT. Conquanto pormenores, estas facilidades facilitam o primeiro contato com a modalidade, o que muito tem agradado aos que a experimentam.´

 

 

  Orientação em BTT: tu, a tua Btt e um mapa com o teu desafio. Atreve-te

 

No sábado, os escalões de competição disputaram o Campeonato Nacional de Distância Média de Orientação em BTT. Medidas no mapa, as distâncias dos percursos variaram entre os 6,2 km nos escalões de Damas dos 15 e dos 60 anos e os 16,6 km no de Homens Elite.

 

 

Marco Alpande Póvoa, Presidente da FPO e recente fã da Orientação em BTT explica as suas opções

 

Nos escalões de Elites os títulos nacionais foram para Davide Machado, atleta medalha de bronze no último Campeonato do Mundo que representa o Clube de Orientação do Minho, e Ana Filipa Silva, atleta do Clube Português de Orientação Corrida que desta feita conseguiu arrebatar o título a Susana Pontes do Clube de Orientação do Centro. As vitórias individuais dos restantes escalões ficaram distribuídas por diversos clubes, como mostra o quadro.

 

Escalão

Campeões Nacionais de Distância Média

H15

Bernardo Rosa / COC, Leiria

H17

João Mendonça / BTT Loulé BPI Elevis, Loulé

H20

Tomás Mora / ADM Ori-Mondego, Figueira da Foz

D20

Marisa Costa / BTT Loulé BPI Elevis, Loulé

H21E

Davide Machado / .COM, Braga

D21E

Ana Filipa Silva / CPOC, Oeiras

D40

Kátia Almeida / ATV, Torres Vedras

H40

Marco Póvoa / ADFA, Évora

D50

Luísa Mateus / COC, Leiria

H50

Eduardo Sebastião / ADFA, Évora

H60

Jorge Artur / ADFA, Évora

 

A disputa dos títulos coletivos do campeonato nacional foi bastante equilibrada. Os quatro títulos atribuídos foram conquistados por quatro clubes diferentes. Na juventude a vitória e domínio é do BTT Loulé BPI Elevis. Em seniores a vitória foi para o Núcleo de Aventura e Desporto de Albergaria dos Doze. Nos escalões veteranos as vitórias foram para o Clube de Orientação do Centro e para a Associação dos Deficientes das Forças Armadas, em veteranos I e veteranos II, respetivamente.

 

Atleta do escalão com mais de 50 anos concentrada na escolha da sua opção.

 

No segundo dia de prova foram igualmente disputados percursos de distância média, de distâncias muito similares aos do dia anterior. Sem a presença de Davide Machado, a vitória na Elite masculina foi para Daniel Marques do Clube de Orientação do Centro, seguido de Duarte Lourenço, o promissor atleta do BTT Loulé BPI Elevis ainda com idade de júnior mas que esta época decidiu competir no escalão maior da disciplina. Pela mesma ordem, seriam estes os primeiros classificados da geral dos dois dias, ficando na terceira posição Luís Barreiro, do Núcleo de Aventura e Desporto de Albergaria dos Doze.

 

Na elite feminina Ana Filipa Silva repetiu a vitória sobre Susana Pontes. Seriam estas as duas atletas a ocupar os dois primeiros lugares no somatório dos dois dias, ficando na terceira posição Noémia Magalhães, dos Amigos da Montanha.

 

O troféu coletivo foi ganho, e por larga margem, pelo BTT Loulé BPI Elevis, o clube mais dinâmico e de maior dimensão da Orientação em BTT, recheado de jovens talentos que prometem bons augúrios à Orientação portuguesa.

 

Fotos com créditos da ADM Ori-Mondego

Site

 

 
Newsletter Nº 44 - maio
05-Mai-2017
 
<< Início < Anterior | 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 | Seguinte > Final >>

Resultados 1 - 11 de 1281
spacer

mtboc2016.gif

Foto em Destaque

Próximas Atividades

(todas as provas têm escalões de iniciação)


Orientação Pedestre

Orientação em BTT

Corridas Aventura

Ori-Precisão & Ori-Adaptada

Ori-Trail / Rogaine

Formação


Federação Portuguesa de Orientação - © 2017 Todos os direitos reservados
spacer
Apoios
Patrocinadores
Parceiros